segunda-feira, 21 de março de 2011

Grau 2: Companheiro Maçom

É o Grau intermediário do Simbolismo. Este Grau insiste no aprendizado através da simbologia, dando ênfase aos sentimentos de Solidariedade e Igualdade, para que se atinja a Fraternidade.
O Companheiro Maçom já deve pôr em prática os conhecimentos e conceitos adquiridos como Aprendiz. Este Grau é um Grau científico e é dedicado ao intelecto.
Atinge-se o Grau de Companheiro Maçom através de uma Iniciação, cujo nome especial é Elevação.
Durante a Cerimônia de Elevação o Recipiendário executa cinco viagens e faz um Juramento. As quatro primeiras viagens são executadas de posse de Instrumentos de Trabalho do Aprendiz e do Companheiro Maçom.
Na prática, as Lojas dão pouca ou nenhuma importância ao Grau de Companheiro Maçom, transformando-o num mero interstício entre os Graus de Aprendiz e Mestre Maçom, o que é uma pena.


1 - Mistérios do Grau de Companheiro Maçom


PALAVRAS

- SAGRADA - J. (estabilidade, firmeza)

- PASSE - SCH. (abundância, fartura)

SINAL - ORDEM - PP. em esquadria, unidos pelos calc., p . d . apontado para o eixo de marcha. Colocar a m. dir. em gar. sobre o cor., como se quisesse arrancá-lo.
Erguer o br. esq. em esq.,com a m. voltada para cima, formando também esquadria entre o d. pol. e os demais.

SAUDAÇÃO - Ou Sinal Cordial, executa-se partindo da posição de Ordem, levando a mão direita na horizontal e deixando em seguida cair ambas as mãos em perpendicular, naturalmente.

TOQUE - Dando as mãos da mesma forma que no Grau de Aprendiz Maçom, dar tr. t. sobre o ind. e d. no d. m.

MARCHA - Ficar à Ordem como Aprendiz Maçom e executar os três passos do Grau de Aprendiz Maçom. Ao término, desfazer o Sinal de Aprendiz Maçom executando em seguida o Sinal de Companheiro Maçom. Dar um passo, com o p. d. para o 1. d ., obliquamente, e juntar o p . esq .. Com o p . esq. dar mais um passo obliquamente para a esquerda e juntar o p. dir., voltando assim ao eixo de marcha. A Marcha do Aprendiz Maçom é uma reta; a do Companheiro Maçom comporta um passo lateral; é, portanto, superficial.

BATERIA -Tr. g. espaçados, mais dois (!!!!).

IDADE - - o -

TEMPO DE TRABALHO - Do meio-dia à meia-noite.

2 - Decoração do Templo

O Templo para o Grau de Companheiro Maçom é igual ao de Aprendiz. Como diferenças, anotam-se a iluminação por cinco velas — duas no Oriente e uma em cada Vigilante, e os instrumentos de trabalho aos pés da mesa do 2º Vigilante.
3 - Insígnia do Companheiro Maçom

Igual à do Aprendiz. A única diferença é o Avental com a abeta abaixada.



*
*    *

10 comentários:

  1. Observe a posição do esquadro e do compasso. É essa a posição no grau de companheiro?

    ResponderExcluir
  2. As explicações são tão explicitas que meu filho com somente uma lidinha se apresentou para mim no café da manhã como um companheiro maçom, e nunca sequer foi um Demolay.

    ResponderExcluir
  3. Depois reclamam que os prfns sabem demais...

    ResponderExcluir
  4. Por que a exposição dessas informações??

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente a cópia do ritual deveria ser retirado.

    ResponderExcluir
  6. Pra mim esse tipo de informação é quebra do juramento e além de tudo não tem necessidade. Quem precisa saber, já aprendeu tudo isso dentro de loja e quem não sabe não tem que ficar recebendo dicas em sites como esse aqui !

    ResponderExcluir
  7. Ridículo esse tipo de site.... Juramento quebrado... É uma pena que não se cumpre as regras...

    ResponderExcluir
  8. PERJURIO.... Infelizmente a internet veio para que indivíduos iniciados ou NÃO colocassem algum segredos lendas, e ritualísticas em aberto a qualquer Prof.´. para livre apreciação achando que com abreviaturas maçônicas estará ocultando nosso Augustos Mistérios LAMENTAVÉL

    ResponderExcluir